[Encontro 2] - 30/09 - Ciranda de Leitura Online - Grande Sertão: Veredas




Realização: A Casa Frida & Confraria da Padoca




"Vou lhe falar. Lhe falo do sertão. Do que não sei. Um grande sertão! Não sei. Ninguém ainda não sabe. Só umas raríssimas pessoas - e só essas poucas veredas, veredazinhas."


Na leitura da segunda parte, o leitor continua com a narrativa não limiar, com o ir e vir dos acontecimentos, que carecem de ser ordenados para o personagem através da fala e da oralidade.


"Sei que estou contando errado, pelos altos. Desemendo. Mas não é por disfarce, não pense. De grave, na lei do comum, disse ao senhor quase tudo."


"A lembrança da vida da gente se guarda em trechos diversos."


"Contar seguido, alinhavado, só mesmo sendo as coi